Como Um Jovem Gaúcho Está Contando A História Da Arte A

17 Mar 2019 08:26
Tags

Back to list of posts

stromrad_gehwege.jpg

<h1>Mestrado Em Artes Em Comunica&ccedil;&atilde;o Profissional, Victoria, Canad&aacute; 2018</h1>

<p>A ideia de ter um chefe no p&eacute; do funcion&aacute;rio oito horas por dia est&aacute; perdendo espa&ccedil;o pro paradigma de autogest&atilde;o, que diminui burocracias e podes acelerar processos nas organiza&ccedil;&otilde;es. Por&eacute;m toda transforma&ccedil;&atilde;o vem acompanhada de resist&ecirc;ncia. Marco T&uacute;lio Zanini, especialista em carreiras da institui&ccedil;&atilde;o de administra&ccedil;&atilde;o da FGV. p&aacute;gina inicial , diz, essa aptid&atilde;o fica &quot;atrofiada&quot;: &quot;Uma equipe muito dependente do chefe &eacute; ineficiente&quot;. Para Joel Dutra, especialista em gest&atilde;o de pessoas da FIA (Funda&ccedil;&atilde;o Instituto de Administra&ccedil;&atilde;o), existe no Brasil uma cultura de submiss&atilde;o que se reflete no desenvolvimento da carreira.</p>

<p>Segundo ele, mesmo que a organiza&ccedil;&atilde;o adote um discurso de que valoriza o protagonismo do profissional, o que ocorre na pr&aacute;tica &eacute; a inibi&ccedil;&atilde;o da liberdade das pessoas. Ceder poder n&atilde;o &eacute; f&aacute;cil. No entanto, pra Arthur Igreja, consultor especialista em estrat&eacute;gia e inova&ccedil;&atilde;o, a tend&ecirc;ncia &eacute; que as corpora&ccedil;&otilde;es abram m&atilde;o de estruturas hierarquizadas, nas quais cada funcion&aacute;rio tem dezenas de chefes.</p>

<p>Quanto maior a firmeza no funcion&aacute;rio, maiores as chances de o chefe conceder liberdade pra que ele trace sua pr&oacute;pria trajet&oacute;ria. A seguran&ccedil;a est&aacute; diretamente ligada &agrave; experi&ecirc;ncia e &agrave; maturidade do profissional. Estagi&aacute;rios e trainees necessitam ter calma. Entre os proveitos da autogest&atilde;o pra organiza&ccedil;&atilde;o, os especialistas sinalizam a acelera&ccedil;&atilde;o de processos, o superior desenvolvimento dos profissionais, que ter&atilde;o mais responsabilidades, e a circunst&acirc;ncia de o chefe se concentrar mais em t&oacute;picos estrat&eacute;gicos. Pra ceder direito, &eacute; necess&aacute;rio ter planejamento e organiza&ccedil;&atilde;o e solucionar d&uacute;vidas logo que elas apare&ccedil;am. O cientista da computa&ccedil;&atilde;o http://www.51ideas.com/?s=negocios , 28, funcion&aacute;rio da Youse, plataforma online da Caixa Seguradora, utiliza um software para organizar tuas tarefas.</p>

<p>Para ele, que de imediato trabalhou sentado ao lado do chefe em outra organiza&ccedil;&atilde;o, a independ&ecirc;ncia &eacute; motivadora. Na organiza&ccedil;&atilde;o, reuni&otilde;es gerais s&atilde;o realizadas s&oacute; uma vez por m&ecirc;s; a cada trimestre, as metas s&atilde;o o foco do encontro. A independ&ecirc;ncia assim como caiu bem para o gerente tribut&aacute;rio da plataforma de delivery iFood, Rodolfo Ara&uacute;jo, 32, que consegue conciliar trabalho com mestrado e projetos pessoais.</p>

<p>Hor&aacute;rios flex&iacute;veis e https://www.liveinternet.ru/users/godwin_sims/blog/ de fazer home office ajudam. O lado ruim do paradigma mais independente de trabalho &eacute; que ele pode transportar a um isolamento do profissional, diz Carolina Fouad, gerente do n&uacute;cleo de carreiras do Insper. Muitas pessoas conseguem n&atilde;o se ajustar &agrave; autogest&atilde;o. Integrantes da gera&ccedil;&atilde;o z (nascidos atrav&eacute;s da d&eacute;cada de 1990), como por exemplo, dizem que gostam de ter protagonismo, contudo, ao mesmo tempo, querem receber feedback a todo o momento, segundo Igreja. Neste instante profissionais mais velhos, muito acostumados a estruturas severas, podem ter problema de lidar com a independ&ecirc;ncia.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License